Publicado em: 5 de agosto de 2015

Técnico em Segurança do Trabalho mantém ambientes adequados para atividades profissionais

Técnico em Segurança do Trabalho mantém ambientes adequados para atividades profissionais Empresas precisam garantir a proteção e integridade do trabalhador. Por essa razão, são necessários profissionais qualificados para verificar instalações e equipamentos, e desenvolver ações de conscientização com o objetivo de prevenir acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Empresas de todos os portes e setores devem seguir a norma regulamentadora NR4 para dimensionar as suas ações focadas em segurança do trabalho, o que varia conforma a atividade da empresa, grau de risco e número de funcionários.

A equipe responsável por atividades na área é multidisciplinar e abrange o Técnico em Segurança do Trabalho. Com um amplo mercado para exercer a profissão, o Técnico em Segurança do Trabalho inspeciona as condições de trabalho para avaliar fatores de riscos e necessidades de adequações, em conformidade com a legislação e as normas de segurança. Também elabora e implementa projetos de educação do trabalhador, de forma a promover a saúde por meio de atitudes conscientes durante as práticas diárias dentro e fora do trabalho.

De acordo com Marcos Vinicius Petri, professor do Senac Saúde e Beleza, o Técnico em Segurança do Trabalho tem um grande leque de opções de atuação, pois suas habilidades e saberes técnicos podem ser aplicados em todos os segmentos: industrial, comercial e de serviços, além da administração pública. “O diferencial de integrar esse profissional à equipe de uma empresa não é apenas cumprir um requisito legal, mas transformar a segurança do trabalho em investimento, já que contribui para a melhoria da qualidade do ambiente de trabalho.”

Quem tem interesse em aproveitar as oportunidades crescentes na área deve buscar qualificação, e o Senac e Beleza, em Florianópolis, está com inscrições abertas para o curso Técnico em Segurança do Trabalho. As aulas iniciam em 27 de julho e o curso completo inclui quatro módulos. A organização curricular inclui assuntos como controle de riscos físicos, químicos, biológicos e ergonômicos, planejamento de ações educativas, doenças ocupacionais, estatística aplicada, desenho técnico, legislação e primeiros socorros.

Fonte: http://ndonline.com.br