Segurança no trabalho deve ser incluída nos currículos escolares

Calçados de Segurança Protefort
Calçados de Segurança Protefort

A sociedade civil está longe de perceber a importância da segurança no trabalho”. A frase é de Pedro Pimenta Bráz, inspector – geral da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), que ontem participou no seminário ‘Segurança e Saúde no Trabalho. Riscos Psicossociais e Postos de Trabalho Saudáveis’, que decorreu no auditório Vita.

Pedro Pimenta Braz apontou como solução para o problema, a inclusão do tema da segurança no trabalho nos curriculos escolares. “Esta é uma matéria de cidadania e há necessidade de inserir nos currículos escolares. Estas ideias só podem vingar quando ensinadas em todos os graus de ensino, desde a escola primária até ao ensino superior. Só assim podemos formar trabalhadores e empresários diferentes.”

O inspector-geral da ACT revelou também a falta de inspectores das condições de trabalho.
“O número de inspectores não é suficiente. Esse seria um bom investimento que tem que acontecer e aumentaria a nossa capacidade de inspecção.”

Em relação aos acidentes laborais com mortos, Pedro Pimenta Bráz, afirmou que foram reportados, este ano, 34 acidentes, mas o número pode ser bem diferente devido à falta de comunicação entre organismos.

“Ainda há muitos acidentes que não são report ados, porque a comunicação entre os vários intervenientes não é tão fluida como deveria ser”, justificou o inspector – geral da ACT, Mesmo assim, garantiu o responsável, tem havido um decréscimo no número de acidentes com vítimas mortais.

“No ano passado foram registados 141 acidentes de trabalho com vítimas mortais, um número menor do que o registado no ano anterior.”

No que diz respeito às doenças laborais, o ‘stress’ é a que merece maior atenção por parte dos especialistas.

Em nome da Câmara Municipal de Braga, o autarca Ricardo Rio salientou que “o município quer ter um papel contaminador em matéria de relacionamento humano”, de modo a “sensibilizar as várias entidades para a relevância da temática” da segurança no trabalho.”

Durante o encontro foram abordados temas como os ‘Efeitos do Stress no Comportamento’, ‘O Stress nos Dias de Hoje’, ‘Álcool e Drogas’, ‘Saúde e Bem-estar no Local de Trabalho e Ginástica Laboral’, ‘Terapia do Riso’, e ‘Motivação dos Colaboradores nas Organizações’.

Estiveram presentes técnicos camarários, especialistas em segurança e higiene laboral, e técnicos de Segurança no trabalho.

Fonte: http://www.correiodominho.com/