Projeto de Lei pretende dar mais segurança a frentistas contra produtos tóxicos

Apresentado este mês na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o Projeto de Lei (PL) 274/2012 pretende dar mais segurança aos frentistas, ao tentar minimizar os riscos de acidentes na manipulação do combustível com a obrigatoriedade do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Segundo o autor do PL, deputado Luiz Castro (PPS), a exposição a médio e longo prazo dos frentistas com produtos derivados do petróleo pode causar graves problemas de saúde, por isso a preocupação com o uso dos equipamentos.

“O mais preocupante é o benzeno presente na gasolina. Ele é um produto tóxico que pode causar câncer e afetar o sistema nervoso”, esclarece Luiz Castro.

Pela proposta do deputado, os trabalhadores ficam obrigados ao uso de máscaras descartáveis, aventais emborrachados e luvas que devem ser disponibilizados pelos proprietários dos postos varejistas de combustíveis.

O PL agora será submetido às comissões de Justiça, Finanças e orçamento, comércio e indústria e saúde da casa. Só depois de aprovado nessas comissões ele será votado no plenário.

A reportagem do EM TEMPO ONLINE procurou a entidade responsáveis pelos frentistas ou postos de combustível no Amazonas para comentar o projeto, mas não obteve resposta até a publicação deste post.

Fonte: http://www.emtempo.com.br