Publicado em: 14 de novembro de 2014

O papel da borracha na segurança do trabalho

O papel da borracha na segurança do trabalhoNão é incomum ver em grandes cidades equipes de manutenção de redes elétricas. São trabalhadores que estão equipados com Equipamentos de Proteção Individual, como capacetes, calçados de segurança, luvas, cinto de segurança, mosquete, entre outros.

Além destes, um material muito importante e essencial para a realização do trabalho é o lençol de borracha, também conhecido como manta de borracha.

Devido sua composição química, a borracha é capaz de isolar a tensão elétrica. Essa propriedade protege o trabalhador que precisar manusear redes e estruturas elétricas. Muitas fabricantes desenvolvem o produto, mas sempre é importante escolher aquelas que seguem as normas de segurança previstas pelos órgãos competentes. Somente desta forma é possível garantir a segurança e a integridade física do eletricista.

Um dos principais órgãos para a regulamentação de produtos isoladores de eletricidade é a ASTM, sigla para American Society for Testing and Materials. Essa organização possui normas como a D-178, D-1048 e D-2000. Todas regulamentam requisitos mínimos para que uma manta ou lençol de borracha tenham resistência para suportar a voltagem elétrica e mantenham sua composição.

Além da ASTM, o Ministério do Trabalho também possui normas regulamentadoras que preveem características que precisam estar presentes no lençol de borracha e também a maneira como o trabalhador deve agir para manter a segurança.

Um detalhe fundamental é que a espessura do lençol de borracha isolante elétrico afeta sua capacidade de resistência. Quanto maior a espessura, maior a resistência. Existem mantas de 2mm, 3mm, 4mm, 5mm, 6mm e outros. Dependendo da fornecedora, ela pode ainda variar essas medidas para que se adequem a uma necessidade específica.

A borracha ainda está presente nas luvas de alta tensão. Estas também precisam seguir normas de segurança e são tão fundamentais quanto o lençol de borracha isolante elétrico. Um procedimento recomendável para atestar a qualidade das luvas é verificar a procedência do CA, sigla para Certificado de Aprovação. Caso o produto possua CA, significa que foi aprovado em testes de segurança.

Fonte: http://www.administradores.com.br