Publicado em: 23 de dezembro de 2016

Maternidade reforça treinamento para correta higienização das mãos

Neste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS), com pleno apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), vem estimulando a melhoria das práticas de higiene das mãos, especialmente nas unidades cirúrgicas (clínicas cirúrgicas, centros cirúrgicos e serviços de cirurgia ambulatorial), visando a prevenção das infecções do sítio cirúrgico para a segurança do paciente e, claro, também dos trabalhadores da área da saúde.

Atenta a isso, a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), em Teresina (PI), realiza nesta semana o treinamento Protocolo de Higienização para as Mãos. O objetivo do curso, que ocorrerá em parceria com o Núcleo de Ações Permanentes e Práticas de Saúde, (NEEPS), Comissão de Controle de Infecção Hospital (CCIH) e do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), é incorporar conceitos fundamentais referentes ao controle da infecção hospitalar que finalizam em aplicação prática pela equipe de higienizarão do hospital.

O treinamento será realizado pelos componentes da CCIH com participação de médicos e enfermeiros. Cerca de 500 profissionais serão contemplados. A iniciativa faz parte de um processo de melhorias que vem ocorrendo na maternidade, como a implantação das metas internacionais de segurança do paciente.

A reestruturação do NEEPs faz parte do processo, no âmbito da Educação e Saúde, promovendo cursos e capacitações para colaboradores de todas as áreas que atuam na maternidade. O Núcleo vem trabalhando para intensificar a política de melhoria do atendimento ao público através da qualificação dos profissionais. Segundo a coordenadora Carolline Klícia, o NEPPS vem apoiando às ações de Educação Permanente em Saúde na MDER, com o objetivo de aprimorar as práticas profissionais e a organização do trabalho.

Capacitar para prevenir infecção

A higiene correta das mãos é a quinta das seis metas internacionais de segurança do paciente, de acordo com as diretrizes atuais da Organização Mundial de Saúde (OMS) ou do Center for Disease Control, é uma medida primária preventiva fundamental. Na Mder, a CCIH ficou responsável pela sua implantação. “Nesse treinamento pretendemos capacitar a casa toda e pretendemos contemplar não só o protocolo de higienização das mãos mas trabalhar com as atribuições da equipe de higienização hospitalar sobre a questão ética da postura dos profissionais, discutir o controle”, aponta Nayana Oliveria, coordenadora da CCIH.

Ela enfatiza que nos últimos quatros meses a maternidade registrou uma redução significativa nos índices de infecção hospitalar. “Além da redução, tivemos um melhoria no perfil trabalhando com o uso racional de antimicrobianos”, completou Nayana, adiantando que no treinamento serão trabalhados os cinco momentos de higienização com os pacientes e tipos de precauções padrão de contato e isolamento, além de equipamentos de proteção individual e novas rotinas e portaria da maternidade visando controle de infecção hospitalar.

Fonte: http://revistacipa.com.br

Notícias Relacionadas