Publicado em: 18 de novembro de 2015

Lançado primeiro aplicativo de gestão de certificados EPI

Lançado primeiro aplicativo de gestão de certificados EPITodas as atividades profissionais que possam imprimir algum tipo de risco físico para o trabalhador devem ser exercidas com o auxílio de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), que incluem óculos, protetores auriculares, máscaras, capacetes, luvas, calçados de segurança, cintos de segurança, protetor solar e outros itens de proteção. Esses acessórios são indispensáveis em fábricas e processos industriais em geral.

E esses equipamentos precisam ser certificados pelo órgão competente para garantir que estão em conformidade com as determinações do Ministério Público. O CA (Certificado de Aprovação) é muito importante, pois é uma garantia de que o equipamento passou nos testes que o fabricante fez e está apto para ser vendido e com a certeza que garantirá a segurança, integridade física e a saúde do trabalhador que o usar.

Pensando nisso, a Índice criou e desenvolveu o aplicativo MOB EPI. Com ele, é possível consultar os CAs, acompanhar seus vencimentos, administrar as EPIs da empresa e muito mais. É uma fonte completa de informações sobre saúde e segurança do trabalho.

Com o MOB EPI, o TST (Tribunal Superior do Trabalho) conta com uma série de recursos, como: consulta de CAs por número, fabricante ou equipamento; consulta de fichas técnicas de EPIs de várias marcas e solicitação de amostras; criação e organização de grupos de EPIs conforme as áreas da empresa, para um controle rígido dos vencimentos dos CAs; e muito mais.

O aplicativo está disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android. Acesse a App Store ou Google Play e baixe o MOB API no seu smartphone ou tablet. Para mais informações, clique aqui.

Índice
Com sede em São Paulo e Helsinki, a Índice possui designers, planners, programadores e engenheiros em sua equipe. A empresa desenvolve estratégias enraizadas no comportamento do consumidor e no espaço digital, transformando insights e estratégias em experiências envolventes, interativas, multi-plataformas, on e offline.

Fonte: http://revistacipa.com.br