Exportações de calçados caem 13,5% em março, diz associação

No acumulado do trimestre, vendas caíram 5%, diz Abicalçados. Já as importações cresceram 6,7% nos três primeiros meses do ano

exportação calçadosAs exportações de calçados em março somaram US$ 82,7 milhões, queda de 13,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira (12) pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), a partir de dados dlo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Em volume, entretanto, o resultado foi 2,3% superior. No mês passado foram embarcados 9,9 milhões de pares, contra um total de 9,7 milhões exportados em março de 2012. Segundo a associação, a variação é explicada pela queda de 19% no preço médio do sapato exportado.

Já no acumulado do trimestre, as exportações caíram 5% em faturamento e aumentaram 2,3% em volume. Entre janeiro e março deste ano foram embarcados 33,45 milhões de pares que renderam divisas de US$ 281,15 milhões ante 32,7 milhões de pares e US$ 295,8 milhões registrados em 2012.

Segundo a Abicalçados, o valor médio do par caiu 7,1%, de US$ 9,04 para US$ 8,40.

O principal destino dos embarques segue sendo os Estados Unidos para onde foi embarcado o equivalente a US$ 44,54 milhões no trimestre. O resultado aponta, porém, uma queda de 15% no comparativo com os mesmos meses de 2012.

A Argentina aparece como segundo principal destino, com US$ 24,75 milhões em compras, queda de 5,2% com relação ao ano passado. A França segue no terceiro posto, com US$ 20 milhões, recuo de 11% ante 2012.

Importações aumentam 6,7%
Em março, o Brasil comprou 4,5 milhões de pares pelos quais pagou US$ 55 milhões, o que corresponde a uma alta de 3,8% com relação a março de 2012. No acumulado do ano, as importações somam US$ 147 milhões, valor 6,7% maior do que o registrado nos três primeiros meses de 2012.

No ano, os principais exportadores de calçados para o Brasil foram o Vietnã (US$ 78 milhões), Indonésia (US$ 23,2 milhões) e China (US$ 18 milhões).

Também subiram as importações de cabedais de calçados. No trimestre foram importados US$ 18,6 milhões contra US$ 15,3 milhões no ano passado, alta de 21,7%. As principais origens foram China, Paraguai e Índia.

“As sucessivas quedas nas exportações, nefastamente combinadas com o aumento nas importações de calçados prontos e desmontados indicam claramente a possibilidade de, ainda este ano, o setor calçadista brasileiro apresentar balança comercial no mínimo nula, se não deficitária”, disse o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein.

Fonte: http://g1.globo.com/economia