Empresa investe em novas técnicas para segurança em obras verticais

construcao civilNovas técnicas para segurança do trabalho chegam à construção civil de Uberaba. Os empresários já apostam nelas e materiais mais caros para garantir que obras verticais possam acontecer de maneira rápida, ágil e com segurança para todos os funcionários envolvidos no trabalho.

Em uma das construções na cidade de Uberaba as novas técnicas e equipamentos já serão usados pela primeira vez, quem garante isso é o engenheiro civil responsável pela obra, Ricardo Braga. “Possuímos uma equipe de segurança no trabalho, conforme determina o Ministério, com um técnico e mais três pessoas. Todos os funcionários utilizam equipamentos de proteção individual”, afirma.
Segundo o engenheiro, o custo com a segurança em uma obra geralmente chega a apenas 1,5 %. “Estamos gastando um pouco mais dessa vez com a instalação de uma tela nunca antes utilizada em construções na cidade de Uberaba. Essa tela é chamada antiquedas e é colocada na lateral do prédio e, caso alguém eventualmente caia, ela lança o trabalhador para o próximo andar”, garante Ricardo.
Outra técnica para minimizar acidentes é o duto de entulho com uma saída em cada andar, em que o operário joga o entulho pelo duto e ele cai diretamente na caçamba. “Uma obra limpa minimiza muito o risco de acidentes.” O elevador também é uma grande preocupação e nesse caso a empresa em questão trouxe um elevador de cremalheira, sem os cabos de aço, como o usual, garantindo a locomoção de pessoas e o transporte seguro de materiais durante a construção.
Por três vezes a equipe de operários, técnicos e engenheiros reúnem-se para o chamada DDI (Diálogo Diário de Segurança), em que por 10 minutos os funcionários conversam, aprendendo e trocando experiências para minimizar os riscos. Os empresários estão em busca da valorização do profissional e, principalmente, de concluir grandes obras com o menor número de acidentes. (AM)
Fonte: http://www.jmonline.com.br