Publicado em: 9 de janeiro de 2019

Dicas: EPI – Calçado de Segurança

O calçado de segurança para o uso profissional protege dos seguintes riscos:

Químicos: pós, líquidos corrosivos, produtos tóxicos ou irritantes.

  • Elétricos.
  • Térmicos.
  • Derivados de radiações ou contaminação.
  • Mecânicos: choques, esmagamentos, perfurações, picadas.
  • Para a saúde ou incômodos relativos à sua utilização: alergias, irritações, desenvolvimento de germes, má adaptação ao pé, penetração de umidade, falta de flexibilidade, transpiração, entorses, luxações.

Recomendações para a sua utilização

Na utilização de calçado de segurança tenha em conta as seguintes recomendações:

  1. Utilize o número adequado.
  2. Sua utilização deve ser pessoal.
  3. Existem sapatos e botas. As botas oferecem maior proteção e estabilidade.
  4. Deve manter uma higiene adequada dos pés e do calçado de segurança, evitando o aparecimento de fungos e bactérias por causa do suor.
  5. Verifique o seu estado.
  6. Não utilize se observar a sola solta, a biqueira ou o cano deteriorado.

Manutenção

É muito importante manter o calçado de segurança em boas condições, para conseguir obter a sua máxima eficácia durante a utilização. Para isso deve ter em conta as seguintes recomendações:

  1. Devem ser limpos com regularidade seguindo as instruções do fabricante.
  2. Devem secar-se quando estiverem úmidos, sem aproximar demasiado de uma fonte de calor.
  3. Devem ser guardados num local adequado (limpo, seco, etc.).

Fonte: http://www.blogsegurancadotrabalho.com.br