Publicado em: 29 de outubro de 2014

Diálogos de segurança de Líder para funcionários evitam acidente de trabalho

Diálogos de segurança de Líder para funcionários evitam acidente de trabalhoO comportamento humano é algo bastante complexo, mas os estudos antropológicos nos colocam algumas lu­zes importantes sobre o assunto, e especialmente sobre como conseguir que as pessoas tenham o comportamento adequado.

O nível mais primário de comportamento é a chama­ da opinião que a pessoa tem a respeito de determinado tema. Mas somente a opinião não ajuda muito e, diante de qualquer dificuldade, pode ser que a mesma deixe de lado o comportamento socialmente desejável.

O nível seguinte é o da atitude. Aqui, a pessoa já tem um posicionamento mais firme, e não se desviará facil­mente do comportamento escolhido por ela mesma, pois é pautado por uma série de convicções sobre o assunto.

Mas o desejável, em relação aos comportamentos so­cialmente construtivos, é que a pessoa tenha crença. Na existência de uma crença, dificilmente a pessoa deixará de lado o comportamento compatível com a mesma.

Por fim, não se pode esquecer da pressão social, como uma forma pragmaticamente muito eficaz de se obter das pessoas, o comportamento desejado contando-se com todo um esforço em prol da formação de uma crença, ou pelo menos da atitude correta.
Em Segurança do Trabalho, esse modelo é perfeita­ mente aplicável. Desejamos e fazemos todos nossos esforços para que o trabalhador acredite, creia, nas atitudes se­guras. Este é o norte de qualquer programa consistente.

Com esse objetivo, um dos instrumentos administrati­vos consagrados pelo tempo é a prática dos cinco minu­tos diários de segurança. No início da jornada, o facilita­dor da equipe conversa com o pessoal sobre algum tema relacionado à prevenção e à promoção da saúde. Mas o que falar para o pessoal?

Uma das dificuldades maiores para esta prática é a falta de conhecimento da liderança. Evidentemente, não se pode falar sobre aquilo que não se sabe. Os acidentes de trabalho continuam cada vez mais fazendo novas vítimas e na maioria das vezes, após a investigação, chega-se à lamentável conclusão de que a maioria deles poderia ser evitada.

Um acidente ocorre basicamente devido a dois fatores: condição insegura, devido às falhas no ambiente de trabalho e ato inseguro, resultado de atitudes do trabalhador que podem comprometer a segurança.

Para evitar que o ambiente de trabalho gere uma condição insegura ao trabalhador, é necessário um empenho da empresa, principalmente da gerência e da área de segurança, quando se trata de atitude do colaborador a maneira mais eficiente de ser resolver esse problema é através da conscientização dos colaboradores através do DDS – Diálogo Diário de Segurança.

Fonte: http://www.administradores.com.br