Catanduva recebe “Aplique Bem”

Catanduva recebe “Aplique Bem”O município de Catanduva recebe dias 30 e 31 de janeiro, o laboratório móvel do Programa Aplique Bem, que se trata de uma parceria da Arysta LifeScience, com o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), que disponibiliza a agricultores de todo o Estado, de forma gratuita, treinamentos sobre a correta utilização de defensivos agrícolas.

Além de Catanduva, entre os dias 29 de janeiro e 28 de fevereiro, o Programa Aplique Bem estará em mais 27 cidades do interior paulista, dentre elas, o município de Bebedouro. A visita será com o laboratório Tech Móvel visando conscientizar os produtores rurais sobre os benefícios da utilização correta e racional dos defensivos.

Durante o treinamento, os agricultores terão acesso a informações sobre o uso adequado e seguro de defensivos agrícolas; a utilização correta de equipamentos de proteção individual (EPIs) e a regulagem dos pulverizadores, reduzindo os riscos de impacto ambiental e à saúde humana.

De acordo com o Censo Agropecuário do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), 56% das propriedades rurais do país, um total de 1,4 milhão, utilizam defensivos de forma inadequada, por isso os treinamentos pretendem atender e orientar essa demanda. Assim, com o Programa, estima-se que o treinamento correto desses trabalhadores represente uma redução de 90% nos riscos de contaminação e prejuízos ao meio ambiente e à saúde humana, além de colaborar economicamente com o produtor.

“O grande diferencial do programa está em trabalhar com o tripé equipamento, pessoas e pulverização, que são os elementos fundamentais para uma correta aplicação: um equipamento regulado, com pessoas capacitadas e uma pulverização dentro das condições ambientais e técnicas recomendadas resultam em um uso racional e correto”, explica a gerente de Registro da Arysta LifeScience, Líria Hosoe.

A iniciativa começou com produtores de hortifruti no interior de São Paulo, mas hoje o Aplique Bem atende todo o Brasil e atua em diferentes culturas, tornado-se um importante projeto para educação de produtores rurais.

O programa percorre a estrada há cinco anos e já ultrapassou a marca de 800 propriedades visitadas, treinando mais de 29 mil produtores, em 19 Estados brasileiros e em mais de 460 municípios diferentes.

“Desde o início do programa, a população rural atendida passou a valorizar mais o uso de equipamentos de segurança e a racionalizar o uso de insumos na agricultura. Esse é o nosso principal objetivo, queremos passar por meio de nossos treinamentos que independentemente do equipamento que o produtor possui, quando bem utilizado por pessoas capacitadas, ele será uma ferramenta eficaz que trará benefícios econômicos, com o menor impacto ambiental e protegendo a saúde do trabalhador e das pessoas que consumirão os alimentos”, conclui Líria.

Fonte: http://www.oregional.com.br