Abril Verde: mais proteção à vida

Abril Verde: mais proteção à vidaO MPT e mais de 20 órgãos e sindicatos se uniram em prol do Abril Verde este ano na Paraíba para desenvolver ações por mais saúde e segurança de trabalhadores.

Todos os dias, pelo menos sete trabalhadores no Brasil não voltam para casa no final do dia porque perdem a vida em acidentes de trabalho. Na Paraíba, além de perderam a vida exercendo suas atividades profissionais, um verdadeiro “exército” é afastado do trabalho todos os meses por causa de acidentes graves e doenças ocupacionais, que vão desde LER/DORTs, quedas em altura, cortes, doenças respiratórias até a depressão.

A cada hora, três trabalhadores são afastados das suas atividades na Paraíba por doenças e acidentes de trabalho. Somente em 2015, foram concedidos cerca de 27 mil benefícios na Paraíba (auxílio doença e auxílio doença por acidente do trabalho), uma média de 2 mil trabalhadores doentes por mês, segundo o INSS. Esses benefícios geraram gastos de aproximadamente R$ 280 milhões aos cofres públicos. Parte dessa `despesa’ poderia ser evitada com prevenção.

Subnotificação
Os números de acidentes de trabalho são alarmantes. Mas, as procuradoras do Trabalho Marcela Asfóra e Myllena Alencar ressaltam que o número de trabalhadores vítimas de acidentes é ainda maior. Pois, os dados do INSS não incluem os empregados que estão na informalidade.

As informações do Anuário Brasileiro de Proteção 2015 – que utiliza os dados do Anuário Estatístico da Previdência Social – mostram que em 2013, no Brasil, foram registrados 717.911 acidentes de trabalho no total, com o registro de 2.814 óbitos e 16.121 casos de incapacidades permanentes.

É justamente reduzir esses números, que o MPT na Paraíba realizará – em parceria com diversos órgãos parceiros, instituições públicas e privadas, empresas, organizações e sociedade civil organizada – o movimento “Abril Verde – pela saúde e segurança no trabalho”.

PB deve sancionar lei Estadual
Instituído pela primeira vez no Brasil por meio da Lei Municipal Nº 12.814/2014, da Câmara Municipal de João Pessoa, o movimento `Abril Verde’ tem o objetivo maior de reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde do trabalhador, além de mobilizar trabalhadores, empregadores e a sociedade em geral para prevenção das doenças que ocorrem em decorrência do trabalho.

Novamente a Paraíba sai na frente. “Além de ser o Estado onde nasceu o movimento, este ano, temos outra novidade: a primeira Lei Estadual (de autoria do deputado Anísio Maia), instituindo abril como o mês dedicado à prevenção de acidentes de trabalho e do adoecimento ocupacional”, informou o técnico de segurança do Trabalho, Nivaldo Barbosa, presidente do SINTEST-PB. Ele é um dos idealizadores do movimento na Paraíba, juntamente com Aparecida Estrela, engenheira de segurança do trabalho.

Fonte: http://www.protecao.com.br